Affordable Access

Trocas gasosas em acessos do Complexo Saccharum submetidas ao estresse salino.

Authors
  • SIMOES, W. L.
  • OLIVEIRA, A. R. de
  • SILVA, J. S. da
  • TORRES JÚNIOR, V. G.
  • SILVA, W. O. da
  • MORAIES, L. K. de
Publication Date
Nov 28, 2019
Source
Repository Open Access to Scientific Information from Embrapa
Keywords
License
Unknown
External links

Abstract

A salinidade é um dos fatores que mais limitam a produtividade agrícola no semiárido brasileiro. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar as trocas gasosas de acessos do Complexo Saccharum submetidas a estresse salino. O experimento foi realizado em casa de vegetação, instalada na sede da Empresa Brasileira de PesquisaAgropecuária, Unidade Semiárido, em Petrolina-PE, latitude: 9o09' S, longitude: 40o22' W, altitude: 365,5 m). O delineamento foi em blocos casualizados, sendo os tratamentos representados por dezenove acessos pertencentes diferentes gêneros (BGCN 6, BGCN 87, BGCN 88, BGCN 89, BGCN 90, BGCN 91, BGCN 94, BGCN 101, BGCN 102, BGCN 104, BGCN 114, BGCN 117, BGCN 118, BGCN 119, BGCN 120, BGCN 122, BGCN 123, BGCN 125 e BGCN 127), comtrês repetições. Aos 90 dias após o plantio foram avaliadas as trocas gasosas. Os acessos BGCN 120 e BGCN 123 de E. arundinaceuse os acessos de BCGN 6, BCGN 102 e BCGN 1 de S. officinarumapresentaram elevada taxa fotossintéticae alta taxa transpiratória indicando menor sensibilidade ao estresse salino e devem ser consideradas em trabalhos de melhoramento genético. / bitstream/item/210587/1/TROCAS-GASOSAS-EM-ACESSOS-DO-2019.pdf

Report this publication

Statistics

Seen <100 times