Affordable Access

deepdyve-link
Publisher Website

The role of pharmacotherapy in modifying the neurological status of patients with spinal and spinal cord injuries.

Authors
  • do Vale Ramos, Renato Carlos1
  • Alegrete, Nuno1
  • 1 School of Medicine, Universidade do Porto, Porto, Portugal. , (Portugal)
Type
Published Article
Journal
Revista Brasileira de Ortopedia (English Edition)
Publisher
Elsevier
Publication Date
Jan 01, 2015
Volume
50
Issue
6
Pages
617–624
Identifiers
DOI: 10.1016/j.rboe.2015.09.001
PMID: 27218071
Source
Medline
Keywords
Language
English
License
Unknown

Abstract

O objetivo deste trabalho foi fazer uma revisão da literatura sobre a terapia farmacológica para a modificação do estado neurológico de traumatizados vértebro-medulares. Foi feita uma na base de dados Pubmed por artigos com os termos “spinal cord injury AND methylprednisolone/GM1/apoptosis inhibitor/calpain inhibitor/naloxone/tempol/tirilazad”, em português ou em inglês, publicados nos últimos cinco anos. Trabalhos mais antigos foram incluídos pela sua importância histórica. Os grupos farmacológicos foram divididos em função da sua capacidade para interferir nos mecanismos fisiopatológicos da lesão secundária. O uso de metilprednisolona deve ser cuidadosamente ponderado. Outros anti-inflamatórios mostraram benefícios em humanos ou em animais. O GM1 não aparenta ter maior eficácia do que a MP, mas estudos em mais longo prazo são necessários. Muitos inibidores da apoptose têm mostrado benefício em estudos in vitro ou em animais. A naloxona não deu mostras de benefício. O tempol inibe as principais consequências da oxidação no nível da medula e outros fármacos antioxidantes aparentam ter um efeito superior ao da metilprednisolona. É urgente encontrar novos tratamentos que melhorem o estado neurológico dos traumatizados vértebro-medulares. Os benefícios do tratamento com metilprednisolona têm sido questionados, há preocupações em relação à sua segurança. Outros fármacos têm sido estudados, podem alguns deles ser opções promissoras. Estudos adicionais são necessários para tirar conclusões sobre o benefício desses agentes na prática clínica.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times