Affordable Access

As relações raciais nos contextos educativos

Authors
  • Botega, Gisely Pereira
Publication Date
Jan 01, 2006
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
License
Unknown
External links

Abstract

O objetivo principal desta pesquisa foi investigar sobre a constituição do autoconceito das crianças negras moradoras da comunidade de Santa Cruz, do município de Paulo Lopes/SC. Essa comunidade é conhecida como 'Toca', predominantemente negra e pobre. As crianças negras freqüentam uma escola pública e estadual que se localiza no centro da cidade e concentra alunos de todas as regiões do município, agregando assim diversas culturas e classes sociais, já que não existe no município escola particular. A pesquisa caracterizou-se como um estudo de caso etnográfico, foram feitas observações participantes em uma sala da primeira série do ensino fundamental, nas aulas de educação física, nos intervalos e recreios e entrevistas semi-estruturadas com os professores e as avós negras e brancas moradoras da comunidade. Os resultados obtidos nas análises dos dados apontam para algumas dificuldades de relacionamento e interação entre as crianças negras e brancas. Os professores apresentaram um discurso que aborda as dificuldades de aprendizagem das crianças negras e os conflitos raciais enfrentados em suas aulas, demonstrando que suas intervenções baseiam-se no reforço da noção de igualdade. As crianças negras possuíam algumas estratégias para garantir a convivência no espaço da escola. As avós negras ressaltam que a escola é a principal forma de ascensão social para seus netos, pela educação será possível garantir um futuro melhor. Assim, a constituição do autoconceito ocorre a partir das interações estabelecidas nos contextos sócio-educativos, entre eles, o da escola e da comunidade.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times