Affordable Access

Primeira escolha para utilização de serviços de saúde pela população adulta do Distrito Federal, 2015 : um inquérito de base populacional / Primera elección para utilización de servicios de salud por la población adulta del Distrito Federal, Brasil 2015 : una encuesta de base poblacional / First choice for use of health services by the adult population of the Federal District, Brazil, 2015 : a cross-sectional study

Authors
  • Poças, Katia Crestine
  • Perillo, Rosângela Durso
  • Bernal, Regina Tomie Ivata
  • Malta, Deborah Carvalho
  • Duarte, Elisabeth Carmen
Publication Date
Jan 01, 2019
Source
Repositório Institucional da Universidade de Brasília
Keywords
Language
Portuguese
License
Unknown
External links

Abstract

O presente artigo originou-se de parte integrante da tese de doutorado de autoria de Kátia Crestine Poças, cujo título é ‘Avaliação da Atenção Primária à Saúde no Distrito Federal’, defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (FS/UnB) em agosto de 2017. O estudo contou com financiamento da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), por meio do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, em sua pesquisa do ano de 2015 (Vigitel/2015: Processo nº 25.000.066485/2015-10). / Objetivo: descrever a primeira escolha para utilização de serviços de saúde e analisar fatores sociodemográficos associados à procura pela Atenção Primária à Saúde (APS), pela população adulta no Distrito Federal (DF), Brasil, em 2015. Métodos: inquérito de base populacional, com 2.007 indivíduos, utilizando amostra do inquérito telefônico nacional (Vigitel 2015), com a inclusão de questões sobre utilização de serviços de saúde; utilizou-se regressão logística para identificar fatores associados à procura pela APS. Resultados: observou-se maior procura por serviços de saúde privados (57,6%); serviços públicos (39,5%), particularmente as unidades básicas de saúde: 24,6%, foram menos referidos; em análise multivariada, escolaridade (pós-graduação [OR=0,15 - IC95% 0,04;0,59] e ensino médio [OR=0,37 - IC95% 0,18;0,75]) e não possuir plano privado de saúde (OR=27,77 - IC95% 10,61;72,70) foram variáveis associadas com a procura por APS. Conclusão: a população de baixa escolaridade e sem plano de saúde é a que principalmente procura, como primeira escolha, os serviços de APS no Distrito Federal. / Objective: to describe the first choice for use of health services and to analyze sociodemographic factors associated with seeking Primary Health Care (PHC) by the adult population of Brazil’s Federal District in 2015. Methods: this was a population-based study, with 2,007 individuals, using a sample from the 2015 VIGITEL survey conducted by landline telephone, including questions on use of health services; we used logistic regression to identify factors associated with seeking PHC services. Results: participants’ first choice was predominantly for private health services (57.6%), respondents reported seeking public health services less (39.5%), particularly PHC services (primary health centers: 24.6%); multivariate analysis showed that educational level (postgraduate [OR=0.15 - 95% CI 0.04;0.59] and high school [OR=0.37 - 95%CI 0.18;0.75]), and not having private health insurance (OR=27.77 - 95%CI 10.61;72.70) were variables associated with seeking PHC services. Conclusion: individuals with low educational level and without private health insurance are those who mostly seek PHC services as their first choice in Brazil’s Federal District. / Objetivo: describir la primera elección para la utilización de servicios de salud y analizar factores sociodemográficos asociados a la demanda por la Atención Primaria a la Salud (APS), en adultos en el Distrito Federal (DF), Brasil, en 2015. Métodos: encuesta de base poblacional utilizando una muestra de la encuesta telefónica nacional (Vigitel, 2015) incluyendo preguntas sobre la utilización de servicios de salud; la regresión logística identificó factores asociados a la demanda por la APS. Resultados: se observó mayor demanda por servicios de salud privados (57,6%); los servicios públicos (39,5%), particularmente la APS (unidades básicas de salud: 24,6%), fueron menos referidos; en el análisis multivariado, la escolaridad [postgrado (OR=0,15 - IC95% 0,04;0,59) y enseñanza secundaria (OR=0,37 - IC95% 0,18;0,75)] y no tener un seguro privado de salud (OR=27,77 - IC95% 10,61;72,70) fueron las variables asociadas a la búsqueda de APS. Conclusión: personas de baja escolaridad y sin seguro de salud son, principalmente, las que buscan, como primera elección los servicios de APS en el Distrito Federal.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times