Affordable Access

Investigating lexical access in multilinguals

Authors
  • Toassi, Pâmela Freitas Pereira
Publication Date
Jan 01, 2016
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
License
Unknown
External links

Abstract

A interação de duas ou mais línguas no cérebro bilíngue/multilíngue pode influenciar o acesso lexical durante a compreensão e a produção da linguagem. O presente estudo investigou o acesso lexical de trilíngues falantes de português brasileiro, alemão e inglês em três experimentos envolvendo a compreensão e a produção da linguagem. A tese apresentada no presente estudo é de que o acesso lexical de multilíngues é qualitativamente diferente daquele de bilíngues e monolíngues. Mais especificamente, o presente estudo tem os seguintes objetivos: (1) investigar quais cognatos facilitam mais a compreensão do inglês como língua alvo, se cognatos duplos (entre o inglês e o alemão, e, entre o inglês e o português) ou triplos (entre o inglês, o alemão, e o português), (2) investigar como o acesso lexical é influenciado por cognatos entre o alemão, o inglês e o português na produção oral de inglês, e (3) investigar se há diferença no efeito de priming semântico quando apresentado na língua materna (português), na língua não-materna (alemão) ou na língua alvo (inglês) para falantes bilíngues e trilíngues. O presente estudo contou com 56 participantes, os quais foram divididos nos seguintes grupos: (1) falantes nativos de inglês o L1G, (2) falantes nativos de português brasileiro com inglês como L2 o L2G, e (3) falantes nativos de português brasileiro, com alemão como L2 e inglês como L3 o L3G. A seção experimental consistiu de três experimentos: (1) um experimento de rastreamento ocular com uma tarefa de compreensão de sentenças contendo cognatos entre as três línguas dos participantes, (2) um experimento de produção oral de narrativa, na qual haviam figuras que representavam palavras cognatas nas três línguas dos participantes, e (3) um experimento de priming interlinguístico, no qual participantes tinham que nomear figuras (as quais eram precedidas por um prime mascarado, que podia ser o nome da palavra em inglês, em alemão ou em português) em inglês, o mais correto e rapidamente possível. Os resultados dos três experimentos do presente estudo mostraram que para os participantes do grupo L3, cognatos triplos facilitaram a compreensão das sentenças em inglês, enquanto que o prime em alemão causou um aumento no tempo de reação. Os resultados do presente estudo são interpretados como evidência de acesso lexical não-seletivo bem como de um armazenamento integrado para as três línguas do trilíngue. Com base nesses resultados, propõe-se uma assimetria na organização lexical do trilíngue, onde os links L1-L2, L1-L3 são mais fortes que os links L2-L3. A tese de que o acesso lexical de trilíngues é qualitativamente diferente daquele de bilíngues foi confirmada pelos resultados do presente estudo, o qual contribuiu com novos dados para a discussão sobre o léxico multilíngue, com uma nova combinação linguística, português brasileiro-alemão-inglês, no contexto brasileiro.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times