Affordable Access

Impacto das mudanças climáticas sobre a distribuição de espécies do gênero Ocotea Aubl ameaçadas: subsídios para conservação e restauração

Authors
  • Alves, Gabriela dos Santos
Publication Date
Sep 13, 2023
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
Language
Portuguese
License
Unknown
External links

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Curitibanos, Programa de Pós-Graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais, Curitibanos, 2023. / As mudanças climáticas estão entre os principais fatores que têm causado a perda de biodiversidade em nível global. O aumento da temperatura e as alterações no regime de pluviosidade vem acarretando impactos diretos ao meio ambiente, como a redução nas áreas de adequabilidade ambiental e até mesmo a extinção regional de espécies. Esses efeitos são ainda mais severos para espécies de importância econômica já impactadas pela exploração, desmatamento e a substituição do uso do solo em décadas passadas. Nesse contexto, o presente estudo tem como objetivo avaliar o potencial impacto das mudanças climáticas sobre a distribuição de Ocotea catharinensis, O. odorifera e O. porosa, visando auxiliar na definição de áreas prioritárias para a conservação com base na identificação de áreas climaticamente estáveis em remanescentes florestais, dentro de Unidades de Conservação (UC) e em áreas que demandam processos de restauração para adequarem-se à legislação vigente. A modelagem de nicho ecológico foi realizada com o algoritmo MaxEnt. Os pontos de ocorrência das espécies foram coletados na literatura e em bases online. Os dados bioclimáticos e de características físicas do solo foram adquiridos dos bancos de dados globais WorldClim e SoilGrids, respectivamente. As áreas preditas como adequadas no presente estão de acordo com a faixa de distribuição atual das espécies. A mudança no uso do solo nas áreas preditas como adequadas mostrou que áreas naturais continuam a ser convertidas para uso humano, principalmente para silvicultura. Os modelos previram uma diminuição na adequabilidade ambiental devido às mudanças climáticas para as três espécies. Essa diminuição foi estimada em até 67% para O. catharinensis, 86% para O. odorifera e 69% para O. porosa. Devido à essa redução, no futuro foi predito um déficit entre a área legalmente protegida e a área que demanda proteção para O. catharinentis e O. porosa. Atividades de restauração são uma opção para a conservação dessas espécies frente as mudanças, considerando que uma parcela significativa das áreas climaticamente estáveis se encontra em áreas que demandam restauração para se adequar ao Código Florestal Brasileiro. Nossos resultados mostram que as mudanças climáticas oferecem um risco para a conservação das espécies estudadas e servem de alerta para a importância da busca por abordagens para a conservação das espécies em um bioma altamente degradado. / Abstract: Climate change has emerged as one of the major drivers of global biodiversity loss. Rising temperatures and changing precipitations patterns have directly impacted the environment, leading to reductions in suitable habitats and even regional species extinctions. These impacts are particularly severe for economically important species that have already been impacted in recent decades by factors such as exploitation, deforestation, and land use change. The objective of this study is to assess the potential impacts of climate change on the distribution of Ocotea catharinensis, O. odorifera and O. porosa, and to identify priority conservation areas based on the identification of climatically stable regions within remnant forest stands, protected areas, and areas that need to be restores to meet current regulations. To accomplish this, ecological niche modeling using the MaxEnt algorithm was conducted. Species occurrence data were obtained from the literature and online databases, while bioclimatic and soil data derived from the WorldClim and SoilGrids databases. Current predictions of suitable areas are consistent with the known distribution ranges of these species. Our analysis revealed a continuing trend of converting natural areas for human activities within the species distribution range. The models predicted a decline in environmental suitability due to climate change for all three species. This decline was estimated to reach up to 67% for O. catharinensis, 86% for O. odorifera, and 69% for O. porosa. As a result, a future gap between legally protected areas and areas in need of protection is expected for O. catharinentis and O. porosa. Given this decline, restoration efforts emerge as a viable option for conserving these species, given that a significant portion of climatically stable regions are located in areas requiring restoration to comply with the Brazilian Forest Code. Our results highlight the risks that climate change poses to the conservation of the species studied and the importance of developing conservation strategies in highly degraded biomes.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times