Affordable Access

Inclusão de diferentes níveis de casca de soja moída em dietas isoenergéticas para suínos em crescimento e terminação

Authors
Publisher
Universidade Federal de Santa Maria
Publication Date
Keywords
  • Alimento Alternativo
  • Carcaça
  • Nutrição Animal
  • Subproduto Vegetal
  • Suínos

Abstract

O experimento foi conduzido com o objetivo de verificar o efeito da inclusão de diferentes níveis de casca (CS) de soja em dietas isoenergéticas para suínos em crescimento e terminação. Quarenta suínos híbridos, machos castrados e fêmeas, com peso inicial de 27,8 ± 2,1kg, foram bloqueados por peso e distribuídos ao acaso em cinco tratamentos, com quatro repetições de dois animais/baia (unidade experimental). Os tratamentos consistiram da inclusão de 0; 4; 8; 12 e 16% de CS moída (2,5mm) em dietas isoenergéticas (16,4 e 15,0% PB e 3.385 e 3.390kcal ED kg-1) para as fases de crescimento e terminação, respectivamente. Nenhuma variável de desempenho foi influenciada pela inclusão de CS nas dietas. Os níveis crescentes de CS promoveram redução linear da espessura de toucinho (ET), do rendimento de carcaça quente (RCQ) e do rendimento de carcaça fria (RCF) e aumento da quebra por resfriamento (QR). Para as variáveis peso de carcaça quente (PCQ) e peso de carcaça fria (PCF), foram observados efeitos quadráticos, sendo os menores valores observados com 8,0% de inclusão de CS. O aumento do nível de CS na dieta elevou a QR, que piorou o rendimento de carcaça e diminuiu a ET. Não houve diferença para comprimento de carcaça, peso de pernil, área de olho de lombo e relação carne: gordura. Os resultados sugerem que a inclusão de até 16% de CS nas dietas dos suínos em crescimento/terminação não altera seu desempenho e pode produzir carcaças mais magras.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.