Affordable Access

MINEIROS EM TERRAS PAULISTAS: POPULAÇÃO E ECONOMIA.

Authors

Abstract

Microsoft Word - D10A127.doc 1 Mineiros em terras paulistas: população e economia. Maísa Faleiros da Cunha* Resumo O objetivo deste trabalho é o de contextualizar o município de Franca no momento histórico em que se desenvolve e é efetivamente povoado; mostrar sua evolução populacional e caracterizar as atividades econômicas de seus moradores no decorrer do século XIX até a abolição da escravidão, destacando a participação dos migrantes de Minas Gerais no processo de ocupação e nas atividades voltadas ao abastecimento interno que se desenvolveram no norte paulista. Palavras-chave: entrantes mineiros, evolução populacional, abastecimento interno, norte paulista. Área temática: 1 – História Demográfica e demografia histórica * Doutora em Demografia (IFCH/ Unicamp). 2 Mineiros em terras paulistas: população e economia. Maísa Faleiros da Cunha* Localizado entre o rio Pardo e as divisas com Minas Gerais1, no norte paulista2, o município de Franca integrou o que foi chamado originalmente de Sertão do Rio Pardo3 e, a partir do final do século XIX, de Novo Oeste Paulista4. Essa região apresentou um grande crescimento econômico e demográfico no século XIX, mesmo antes da chegada dos trilhos da estrada de ferro da Companhia Mogiana (que chegou a Franca em 1887) e do desenvolvimento da cafeicultura em escala comercial, o que só ocorreu nos anos 1890. Paulistas e mineiros As terras do Sertão do Rio Pardo foram, desde o início de sua ocupação, motivo de disputas entre paulistas e mineiros. Na segunda metade do século XVIII, a disputa se deu em razão dos descobertos auríferos, os paulistas buscavam obter autorização de posse dos novos descobertos no sertão entre os rios Pardo e Sapucaí: Pedro F. Quaresma, em suas diligências contra os quilombos de negros foragidos, anda por todo o Sertão do Rio Pardo, principalmente pelo

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.