Recensão do livro O primeiro sexo. Como as mulheres estão a mudar o mundo, por Helen Fisher

Affordable Access

Recensão do livro O primeiro sexo. Como as mulheres estão a mudar o mundo, por Helen Fisher

Authors
Publisher
Fundação Fernando Pessoa/Edições Universidade Fernando Pessoa

Abstract

HELEN FISHER, O Primeiro Sexo. Como as mulheres estão a mudar o mundo LISBOA: EDITORIAL PRESENÇA, 2001,413 PP. ISBN: 9'92-23-2712-7. Publicada originalmente em 1999, sob o título The First Sex, a presente obra é da autoria de uma antropóloga da Rutgers University a quem se devem outros títulos como The Sex Contract: The Evolution of Human Behavior e Anatomy of Love: The Natural History of Monogamy, Adultery and Divorce. Helen Fisher foi galardoada com o Distinguished Senlice Award, da Associ- ação Americana de Antropólogos. O título da presente obra constitui uma réplica ao célebre título do livro de Simone de Beauvoir, Le deuxième Sexe, que, em 1949, enunciou a igualmente conhecida frase: On ne nait pas femme. On le devient. Se Beauvoir considerava que as mulheres, ao longo da história, tinham sido subalternizadas, tendo, agora, que passar por um processo de ascensão aos direitos atribuídos aos homens durante séculos, numa perspectiva que, na história do pensamento feminista, tem sido considerada como representativa de um feminismo igualitário, Helen Fisher pugna pela diferença como categoria fundamental capaz não só de explicar a realidade presente e passada das mulheres, como também de as levar a triunfar no mundo actual. Embora reconheça que Simone de Beauvoir tem razão na análise que faz da situação das mulheres em séculos passados, a autora do Primeiro Sexo pensa que o mundo ultrapassará a ideia do primeiro ou segundo sexo, dirigindo-se para uma sociedade de verdadeira colaboraçáo, uma cultura global em que os méritos de ambos os sexos são compreendidos, valorizados e utilizados (p. 31 2) . acmout Text Box Revista Antropológicas n.º 5, 2001 R E C E N S ~ E S 258 Teresa M' Leal de Aasurição Toldy Colocando-se numa perspectiva evolucionista e biologista, a autora analisa a diferença entre homens e mulheres fundamentando-a sobretudo em estudos (e, por vezes, em especulações) de teor neurológico, acompanhados de considerações sobre a importância

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.