Affordable Access

Estudo dos efeitos da criação de morfologias antropogênicas em área de mineração

Authors
Publication Date
Source
Repositório Institucional UNESP
Keywords
  • Geomorfology
  • Geomorfologia
  • Natureza - Influência Do Homem
  • Solo - Uso
  • Cartografia
  • Chumbo - Minas E Mineração
  • Mineração A Ceu Aberto
  • Corumbataí, Rio, Bacia (Sp)
External links

Abstract

Atividades de mineração a céu aberto estão diretamente relacionadas à alteração das paisagens naturais. Assim, este trabalho teve como objetivo principal identificar e analisar as alterações impostas à dinâmica geomorfológica por meio de ações antrópicas vinculadas à atividade de mineração de diversos tipos, enfatizando as alterações de relevo e de sedimentação nas áreas de fundo de vale, e suas implicações nos sistemas ambientais físicos. Optou-se pela escolha de sub-bacias hidrográficas inseridas na bacia hidrográfica do Rio Corumbataí como unidade de estudo, por se apresentarem altamente impactadas pela explotação dos principais minerais não metálicos utilizados pelo segmento da indústria e construção civil, a saber: bacia do Ribeirão Santa Gertrudes, Córrego das Taipas, Córregos Marroti e Gonçalves e Ribeirão das Araras, nas quais ocorrem a explotação mineral da argila, areia, calcário e basalto, respectivamente. A pesquisa se desenvolveu de acordo com a perspectiva sistêmica com ênfase na antropogeomorfologia; para tanto, mapeamentos do uso da terra, associado ao mapeamento geomorfológico evolutivo, ambos datados de 1962, 1988 e 2006 ou 2010, na escala 1:10.000, foram realizados e contribuíram para com a escolha do local de coleta dos sedimentos datados pelo método 210Pb nessas sub-bacias hidrográficas. A análise dos resultados foi realizada por meio da comparação dos dados obtidos nos diferentes cenários do uso da terra e dos mapas geomorfológicos evolutivos, assim como da avaliação das interferências antrópicas nas cargas de sedimentos de fundo de vale, a qual permitiu avaliar a dinamização dos processos de acumulação histórica dos sedimentos fluviais em algumas das sub-bacias, entre os anos de 1999 e 2012. As transformações ocorridas no uso da terra dessas sub-bacias, implicam em alteração nas dimensões do relevo passíveis de serem mensurados, como as rupturas...

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.

Statistics

Seen <100 times
0 Comments
F