Affordable Access

Does elevated CO2 affect the biological aspects of Liriomyza sativae in melon plants?.

Authors
  • SANTOS, J. de O.
  • ANGELOTTI, F.
  • COSTA-LIMA, T. C. da
Publication Date
May 27, 2021
Source
Repository Open Access to Scientific Information from Embrapa
Keywords
Language
English
License
Unknown
External links

Abstract

Abstract: An increase in the carbon dioxide concentration (CO2) in the atmosphere has occurred in recent years, influencing the different biological aspects of herbivorous insects. The present study aimed to evaluate the effect of CO2 increase on the biological aspects of Liriomyza sativae Blanchard leafminer in melon plants. For this, two experiments were carried out: (i) to evaluate the effect of melon plants grown in CO2-enriched environments on the immature developmental stages of L. sativae and L. sativae adult longevity, and (ii) to verify the impact of increased CO2 concentration on L. sativae adult survival, feeding punctures, and oviposition. The experiments were carried out in growth chambers maintained in the temperature regime of 20-26-33 °C (simulating the minimum, average, and maximum daily temperature) and under two CO2 concentrations (400 ppm and 770 ppm). The immature stages and the egg-adult period of L. sativae were longer when they developed on plants grown in high CO2 levels (770 ppm), but no difference in adult longevity was observed. The viability of the immature phases was not different between the two CO2 concentrations. Furthermore, there was no difference in the number of eggs and feeding punctures between treatments. Thus, the increase in CO2 concentration prolongs the duration of the immature stages of L. sativae; however, it does not affect their viability. Adult survival, fertility, and feeding punctures were also unmodified by the environment enriched with CO2. Resumo:O aumento da concentração de CO2 interfere em aspectos biológicos de Liriomyza sativae em meloeiro? O aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera tem ocorrido nos últimos anos, influenciando nos diferentes aspectos biológicos de insetos herbívoros. O presente trabalho visa avaliar o impacto do aumento da concentração de CO2 sobre aspectos biológicos da mosca-minadora, Liriomyza sativae Blanchard, em meloeiro. Para isso foram realizados dois experimentos: (i) o primeiro para avaliar o efeito de plantas de meloeiro cultivadas em ambientes enriquecido com CO2 sobre o desenvolvimento dos estágios imaturos e da longevidade dos adultos de L. sativae; e o (ii) segundo para verificar o impacto do aumento da concentração de CO2 sobre a sobrevivência, puncturas de alimentação e oviposição de L. sativae. Os experimentos foram conduzidos em câmaras de crescimento com regime de temperatura de 20-26-33°C (simulando a temperatura mínima, média e máxima diária) e duas concentrações de CO2, 400 e 770 ppm. Os estágios imaturos e o período ovo-adulto de L. sativae foram maiores quando desenvolvidos em plantas cultivadas em elevado nível de CO2, no entanto não foi observado diferença na longevidade dos adultos. A viabilidade das fases imaturas não diferenciou entre as duas concentrações de CO2. Não houve diferença no número de ovos e puncturas de alimentação entre os tratamentos. Desta forma, o aumento de CO2 prolonga a duração dos estágios imaturos de L. sativae, porém, não afeta a viabilidade destas. A sobrevivência dos adultos, fecundidade e puncturas de alimentação também não é modificada no ambiente enriquecido com CO2.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times