Affordable Access

Do texto de Tennessee Williams ao filme de John Huston

Authors
  • Herrera, Gabriela Cardoso
Publication Date
Jun 15, 2011
Source
Repositório Digital Institucional da UFPR
Keywords
License
Unknown
External links

Abstract

Resumo: Este estudo se propõe a analisar, a partir de uma abordagem intertextual e intermidiática, o texto dramático A noite do iguana (1961), de Tennessee Williams, e o filme homônimo de John Huston (1964). No passado, estudos sobre adaptação de obras literárias para o cinema colocavam o foco na questão da fidelidade da produção audiovisual em relação ao seu texto-fonte. Filmes baseados em textos literários, além de serem analisados levando em consideração sua fidelidade ao texto de origem, eram vistos como produções de menor valor artístico do que o texto-fonte. Havia uma supremacia implícita da literatura. Mas, a partir da década de 1990, esta visão cedeu lugar à intertextualidade, que diz que qualquer texto é construído como uma complexa rede de múltiplas relações com outros textos, discursos e influências, os quais foram apropriados e recriados. Não há lugar para hierarquias entre as obras, nem fidelidade ao “original”. O mesmo pode ser dito a respeito da noção de intermidialidade, já que a adaptação de um texto literário para outra mídia deve ser vista como uma livre recriação, com tanto valor quanto o texto-fonte. O filme de Huston não é apenas a transposição da peça de Williams para o cinema, mas também um trabalho de criatividade do cineasta, que usou, além do texto, outros elementos de seu próprio repertório para enfatizar aspectos diferentes da história, que agora é contada em outra mídia e a partir de seu ponto de vista. Além do processo de adaptação da peça para o cinema, esta dissertação explora a autotextualidade presente no texto dramático. Três obras anteriores de Williams foram consideradas fontes principais da peça: um conto com o mesmo título, um poema que o dramaturgo incorporou ao texto dramático e outra peça, que apresenta uma importante referência, principalmente ao protagonista de A noite do iguana. Todos esses diálogos entre textos e mídias contribuem para um entendimento mais aprofundado das obras e, consequentemente, é alcançada uma apreciação mais rica de ambos, peça e filme.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times