Affordable Access

Detecção de estro através de sistema de cochos e bebedouros eletrônicos em novilhas leiteiras.

Authors
  • RIBEIRO, A. K. do C.
  • CAIRO, F. C.
  • ALBUQUERQUE, B. S. F.
  • SOARES, G. O.
  • cominato., v.
  • PEREIRA, B. P.
  • PAIXÃO, R. Q. da
  • MACHADO, F. S.
  • PEREIRA, L. G. R.
  • TOMICH, T. R.
  • CAMPOS, M. M.
Publication Date
Sep 16, 2021
Source
Repository Open Access to Scientific Information from Embrapa
Keywords
License
Unknown
External links

Abstract

O aumento da atividade das fêmeas bovinas durante o período de estro é responsável pela diminuição do consumo alimentar desses animais. Cochos e bebedouros eletrônicos são capazes de registrar essa variação, entretanto não geram alertas de estro. O objetivo deste estudo foi determinar a eficiência de detecção e detecção antecipada (6 e 12 h de antecedência) do estro por modelos baseados em regressão logística envolvendo Machine Learning, utilizando dados de comportamento e ingestão alimentar e/ou hídrica, gerados por cochos e bebedouros eletrônicos. Foram utilizados dados de dois ensaios experimentais entre 2015 e 2016 com novilhas Holandês-Gir. Todos os modelos de detecção (0 a -24h e 0 a -174h) analisados com e sem a variável de consumo de alimentos foram precisos e acurados. A detecção antecipada do estro com 6 e 12 h de antecedência reduziu a acurácia, a sensibilidade e especificidade dos modelos avaliados. É possível identificar o estro de novilhas leiteiras com base em dados de ingestão e comportamento alimentar/hídrico obtidos em cochos e bebedouros eletrônicos. A detecção do estro pode ser realizada com base nos dados obtidos nas 24 h que antecedem o estro e a exclusão de dados de consumo e utilização somente de dados de comportamento alimentar/hídrico garantiram detecção do estro de maneira acurada e precisa. / bitstream/item/226068/1/Deteccao-estro.pdf

Report this publication

Statistics

Seen <100 times