Affordable Access

Considerações ergonômicas sobre a atividade de trabalho de um cirugião dentista

Authors
Publication Date
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
  • Ergonomia
  • Cirurgiões-Dentistas
  • Aspectos Fisiologicos
  • Trabalho
  • Transtornos Traumáticos Cumulativos
  • Saude E Trabalho
  • Doenças Profissionais
External links

Abstract

As Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), são enfermidades de caráter ocupacional, que comprometem principalmente os membros superiores, escápula e pescoço, causadas pela utilização biomecânica incorreta dos mesmos. Estas lesões estão adquirindo caráter epidêmico no mundo, provocando gastos de bilhões de dólares anualmente com pesquisas e tratamento destas lesões, que podem trazer incapacidade temporária ou permanente para a realização das atividades profissionais, sendo que nos casos mais severos o trabalhador pode ficar inapto para realização até mesmo das atividades do cotidiano. Os cirurgiões-dentistas encontram-se inseridos no grupo de risco para o acometimento destas lesões, pois, através do presente estudo ficou claro que a atividade desenvolvida exige, em muitas situações, esforços físicos (posturas inadequadas, uso de força associada ou não à repetitividade, o uso freqüente de equipamentos vibratórios), que somados aos esforços mentais e características organizacionais podem causar prejuízos à saúde do trabalhador. A metodologia utilizada neste estudo, foi a análise ergonômica do posto de trabalho de um cirurgião-dentista, que através de observações da situação real de trabalho, localizou alguns dos fatores de risco das LER/DORT entre esta categoria. Ao verificar a estreita relação entre as LER/DORT e as atividades desenvolvidas pelo cirurgião-dentista, pôde-se elaborar recomendações preventivas contra estas lesões, que conduzem para a melhoraria das condições de trabalho e qualidade de vida deste trabalhador.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.

Statistics

Seen <100 times
0 Comments