Affordable Access

Complicações em 550 cirurgias consecutivas de implante coclear

Authors
  • Brito Neto, Rubens Vuono de
  • Monteiro, Tatiana Alves
  • Leal, Aquiles Figueiredo
  • Tsuji, Robinson Koji
  • Pinna, Mariana Hausen
  • Bento, Ricardo Ferreira
Publication Date
Jan 01, 2012
Source
Biblioteca Digital da Produção Intelectual da Universidade de São Paulo (BDPI/USP)
Keywords
Language
English
License
Unknown
External links

Abstract

A cirurgia de implante coclear (IC) é método seguro e factível de restaurar audição em pacientes com surdez grave a profunda. OBJETIVO: Descrever complicações do IC. MATERIAL E MÉTODOS: Dados de 591 IC com tempo de seguimento de pelo menos 1 ano foram retrospectivamente analisados. Foram excluídos 41 pacientes por dados incompletos, acesso via fossa media ou perda de seguimento. RESULTADOS: Dos 550 IC analisados, 341 foram realizados em crianças e adolescentes e 209 em adultos. O tempo médio de surdez foi de 6,3 ± 6,7 anos para pré-linguais e 12,1 ± 11,6 anos para os pós-linguais. O tempo médio de seguimento foi 3,9 ± 2,8 anos. Complicações maiores ocorreram em 8,9% casos e menores em 7,8%. Problemas durante a inserção do feixe de eletrodos (3,8%) foi a complicação maior mais frequente, seguido pela deiscência de ferida operatória (1,4%). Paralisia facial temporária (2,2%), lesão muro facial (2,2%) e lesão de membrana timpânica (1,8%) foram as complicações menores mais frequentes. Nenhum óbito foi observado. CONCLUSÃO: Complicações cirúrgicas tiveram baixa ocorrência, sendo a maioria solucionada com sucesso. Esses resultados confirmam que o IC é uma cirurgia segura e a maioria das complicações cirúrgicas pode ser manejada com medidas conservadoras ou intervenções menores.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times