Affordable Access

Ocupação de encostas urbanas: algumas considerações sobre resiliência e sustentabilidade

Authors
Publisher
Cadernos Metrópole. ISSN (impresso) 1517-2422; (eletrônico) 2236-9996
Publication Date
Keywords
  • Landscape
  • Hillside Settlement
  • Open Spaces
  • Resilience
  • Sustainability
  • Paisagem
  • Ocupação De Encostas
  • Espaços Livres
  • Resiliência
  • Sustentabilidade

Abstract

A ocupação das encostas em cidades das regiões Sudeste, Nordeste e Sul do Brasil apresenta implicações diretas para a resiliência e a sustentabilidade da paisagem urbana nessas regiões. Este artigo reflete sobre a situação atual da ocupação das encostas em algumas cidades dessas regiões, com foco no Rio de Janeiro, e identifica padrões morfológicos, processos e lógicas que lhes deram origem. A pesquisa realizada fundamentou-se em contribuições da ecologia da paisagem e da morfologia urbana e se desenvolveu em três escalas complementares de análise, do suporte geo-biofisico ao suporte construído, da escala regional ao lote urbano. Defende-se que os espaços livres localizados nas encostas são fundamentais para fortalecera proteção das florestas e a capacidade de suporte, de amortecimento e de adaptação a impactos e transformações nas encostas urbanas, contribuindo para fortalecer a resiliência e a sustentabilidade destes sistemas paisagísticos.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.