Affordable Access

Publisher Website

Prehospital use of minimally invasive direct cardiac massage (MID–CM): a pilot study

Authors
Journal
Resuscitation
0300-9572
Publisher
Elsevier
Publication Date
Volume
50
Issue
3
Identifiers
DOI: 10.1016/s0300-9572(01)00368-9
Keywords
  • Adult
  • Advanced Life Support
  • Cardiopulmonary Resuscitation
  • Open-Chest Cardiac Compression
  • Out-Of-Hospital Cardiopulmonary Resuscitation
  • Adulto
  • Suporte Avançado De Vida (Sav)
  • Reanimação Cardio Pulmonar (Rcp)
  • Massagem Cardı&#X0301
  • Aca Com Tórax Aberto
  • Reanimação Cardio Pulmonar Extra-Hospitalar

Abstract

Sumàrio Pressuposto: A massagem cardı́aca interna é mais eficaz do que a compressão torácica externa em contexto de paragem cardı́aca (PC). Objectivo do estudo: Avaliar a exequibilidade de um novo método de massagem cardı́aca directa minimamente invasiva (MID-CM® TheraCardia Inc.). Métodos: Ensaio prospectivo aberto não randomizado, após aprovação pelo comité de ética. Inclusão de doentes com idades entre os 18 e 85 anos, vı́timas de paragem cardı́aca presenciada se o SBV durante mais de 5 minutos e o SAV durante mais de 20 minutos após paragem cardı́aca fossem ineficazes. O MID-CM é um sistema manual e atraumático para massagem cardı́aca que se introduz dentro do tórax por uma pequena incisão. Foi avaliada a facilidade de introdução e desempenho com o MID-CM, as complicações, o CO 2 tele-expiratório, a pressão arterial não invasiva e o retorno da circulação espontânea. Os valores apresentados são as médias±SD (min–max). Resultados: foram incluı́dos vinte e cinco doentes. A idade média era de 59±16 anos (26–85); o SBV foi iniciados aos 8±5 minutos (0–20), a compressão iniciou-se aos 47±10 min (29–74) após PC. A dissecção e inserção foi fácil e rápida (< 1 min). A colocação do MID-CM foi difı́cil em dois casos por cardiomegalia e aderências pericárdicas. Em seis dos doentes as compressões foram mais difı́ceis pela ocorrência do fenómeno do “coração em pedra”. As compressões poderam ser feitas durante o transporte de ambulância em quatro doentes. O pulso carotı́deo era bom e palpável em todos os doentes em massagem cardı́aca interna. Verificou-se um tendência para que o CO 2 tele-expiratório fosse mais elevado do que nos doentes que fizeram compressões torácicas externas. Em nove dos doentes com MID-CM foi possı́vel medir a pressão arterial não invasiva (sistólica>85mmHg), o que nunca aconteceu nos doentes em compressões torácicas externas. Sete doentes recuperaram circulação espontânea mas só quatro foram hospitalizados vivos. Não houve sobrevida a longo prazo. Um dos doentes teve sérias complicações cardı́acas (rotura do miocárdio). Discussão: a utilização do MID-CM em ambiente pré hospitalar é possı́vel, mas não é comparável a nenhumas das outra técnicas de reanimação. Para obter bons resultados e minorar as complicações é mandatório o treino das equipas médicas. São necessário mais estudos para avaliar a eficácia e a sobrevida em comparação com a compressão torácica externa.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.