Affordable Access

Avaliação do tempo de resposta de um controlador de fluxo com DGPS submetido à variação de velocidade de voo em condições de voo simulado em laboratório

Authors
Publication Date
Source
Repositório Institucional UNESP
Keywords
  • Application Technology
  • Pesticides
  • Aerial Application
  • Tecnologia De Aplicação
  • Defensivos Agrícolas
  • Aplicação Aérea
External links

Abstract

A aplicação de defensivos é uma das etapas mais importantes do processo de produção agrícola. O volume de calda pode interferir diretamente no sucesso de uma aplicação, e este parâmetro depende diretamente da velocidade de deslocamento do pulverizador. Nos sistemas convencionais, o operador precisa manter a velocidade constante para garantir uniformidade de volume aplicado ao longo das faixas de aplicação. Visando melhorar qualidade geral da aplicação e preservação dos níveis de precisão das doses aplicadas, o uso de sistemas de controle eletrônico de fluxo possibilita o ajuste automático do volume aplicado ao longo da área quando ocorre variação da velocidade durante a aplicação. O objetivo do presente trabalho foi estudar os tempos de resposta de um controlador de fluxo com DGPS para aplicações aéreas submetido à variação de velocidade de deslocamento em condições de simulação virtual de vôo em laboratório. Para tanto uma bancada de ensaios foi desenvolvida incluindo software para simulação de sinais de DGPS, o qual foi utilizado para simulação de condições de voo com variações de velocidade. Os resultados mostraram que o tempo médio de resposta do controlador de fluxo para variações de velocidade oscilou entre 6 e 20 segundos. Variações na vazão total e nos valores de ajuste do controlador tiveram influência significativa no tempo de resposta, havendo situações onde ocorreu interação entre os fatores avaliados. Houve tendência de melhores resultados no tempo de resposta utilizando-se um ajuste para a constante do algoritmo de controle diferente do indicado pelo fabricante. O controlador de fluxo apresentou índices de erro médio abaixo de 2% em todas as condições operacionais avaliadas, proporcionando acurácia satisfatória na determinação da vazão de calda nas diferentes situações de ensaio.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.

Statistics

Seen <100 times
0 Comments
F