Affordable Access

Avaliação dos efeitos citotóxicos, genotóxicos, mutagênicos, antigenotóxicos, antimutagênicos e anticarcinogênicos do Lupinus albus em camundongos Mus musculus

Authors
  • Oliveira, Jaqueline Aparecida de
Publication Date
Apr 30, 2013
Source
Acervo Digital da Unesp
Keywords
Language
Portuguese
License
Green
External links

Abstract

O uso de plantas medicinais é uma prática muito antiga e utilizada pela maioria dos povos em todo o mundo. Lupinus albus (L. albus), conhecido popularmente como tremoço branco, vem sendo usado na medicina popular, em forma de sementes cruas, como regulador de níveis de glicemia e colesterol. Embora descrito na literatura que suas proteínas e alcaloides isolados têm potencial para isto, não se tem qualquer informação científica em relação à eficiência de suas sementes cruas. O objetivo deste trabalho foi avaliar os possíveis efeitos, citotóxicos, genotóxicos e antigenotóxicos, mutagênicos e antimutagênicos, carcinogênicos e anticarcinogênicos e também o potencial imunomodulador do extrato aquoso de sementes cruas de L. albus, por meio de ensaios de micronúcleo em medula óssea, Focos de criptas aberrantes em cólon, contagem diferencial de leucócitos, níveis de glicemia e colesterol do soro de camundongos da espécie Mus musculus, bem como determinar e quantificar, por meio de cromatografia gasosa, alcaloides e ácidos graxos desse extrato. Foi avaliado nos camundongos seus efeitos nas concentrações equivalente a 3 sementes/dia (como utilizado na medicina popular) e 9 sementes/dia. A análise fitoquímica do extrato revelou a presença do alcaloide lupanina, dos ácidos graxos oleico, linoleico, palmítico e esteárico. Porém não foi possível observar, por meio de ensaios bioquímicos, os efeitos hipoglicêmicos de L. albus em ambos os protocolos seguidos. Foi observado que os níveis de colesterol apresentaram melhora, para o protocolo com administração da DMH. No ensaio de MN em medula óssea, não foi observado efeito citotóxico, porém foi possível observar efeito genotóxico e mutagênico para o extrato testado na concentração maior no tratamento sub-crônico. Foram também observados efeitos antigenotóxico e... / The use of medicinal plants is a very old practice, used by most of the people around the world. Lupinus albus (L. albus), popularly known as white lupine, has been used in popular medicine in form of raw seeds, as a regulator of blood glucose and cholesterol. Although literature describes that their isolated proteins have the this potential, there is no scientific information regarding the efficiency of their raw seeds. The aim of this study was to evaluate the possible genotoxic, antigenotoxic, mutagenic, antimutagenic, anticarcinogenic and carcinogenic effects, and also the immune modulatory potential of aqueous extract of raw seeds of L. albus, by means of bone marrow micronucleus, aberrant crypt foci in colon, leukocyte counting, blood glucose and serum cholesterol levels of mice Mus musculus, as well as to determine and quantify alkaloids and fatty acids of these extracts, by gas chromatography. The effects of concentrations equivalent to 3 seeds/day (as used in popular medicine) and 9 seeds/day were evaluated in mice. Chemical analysis of the extract showed the presence of the alkaloid lupanine and oleic, linoleic, palmitic and stearic fatty acids. However, according to biochemical assays, it was not possible to observe hypoglycemic effects of L. albus in both followed protocols. It was observed that cholesterol levels showed an improvement in the protocol using DMH. No cytotoxic effects were observed in the MN assay in bone marrow, but genotoxic and mutagenic effects were recorded in highest concentration of the tested extract. Antigenotoxic and antimutagenic effects were also observed, demonstrating a preventive action for the two concentrations tested due to the promotion of harm reduction for pre-extract treatment. When the extract of L. albus was administered simultaneously with DMH, a reduction in damage was... (Complete abstract click electronic access below) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Report this publication

Statistics

Seen <100 times