Affordable Access

Analise da ISO 14001 e seu reflexo na gestão financeira no setor têxtil de Santa Catarina

Authors
Publication Date
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
  • Sistemas De Gestão Ambiental
  • Certificação Iso 14001
  • Desempenho Financeiro
  • Indicadores Econômico-Financeiros
External links

Abstract

A sociedade está cada vez mais atenta, cobrando resultados quanto aos impactos ambientais causados pelas indústrias. Neste cenário, surgiu a norma ISO 14001 uma nova ferramenta de gestão ambiental padronizada em âmbito mundial. Santa Catarina é um polo têxtil, e as indústrias desse setor têm buscado adotar ferramentas de gestão que possibilitem a redução ou eliminação de impactos gerados. Comeste estudo buscou verificar o impacto da adequação da ISO 14001 na gestão financeira da empresa. Focado no setor têxtil do estado de Santa Catarina, trata da gestão ambiental e gestão financeira. Desta forma, trata-se de um estudo de caso, de cunho exploratório-descritivo e uma abordagem qualitativa. Os meios de investigação utilizado nesta pesquisa foram a pesquisa bibliográfica, documental e aplicação de questionário, fim de obter informações sobre a empresa. Para a coleta dos dados secundários foi utilizado o sistema economática e consulta na Bovespa e na página da empresa pesquisada. As categorias de análise utilizado neste trabalho foram os índices de liquidez e rentabilidade, juntamente com a realização do índice de correlação entre a ISO 14001 e as demais variáveis. intuito deste trabalho é investigar se a implantação, nas três empresas pesquisadas, de um SGA de acordo com padrões internacionais e a posterior certificação ambiental segundo a ISO 14001 têm impacto positivo no desempenho financeiro dessas empresas. Os indicadores econômicos financeiros, como o índice de liquidez corrente (ILC) onde seu melhor índice foi na empresa A com 6,34 em 1998 e 5.28 em 2002, o índice de liquidez seco (1LS) a empresa A também se destacou nesse índice sendo a melhor empresa das três pesquisada, tendo os seguintes índices: 4,60 em 1998 e 3,54 em 2000, o índice de liquidez imediata (ILI), capital de giro liquido (CGL), índices de rentabilidade como margem operacional (MO), margem liquida (ML), Retorno sobre os Ativos (ROA) a empresa que obteve os melhores índices foi a empresa C, tendo 12,73% em 1999 e 12,40% em 2004 e Retorno sobre o Patrimônio Liquido (ROE) neste a empresa C, também superou as outras duas empresa obtendo os seguintes índices: 22,50% em 1999 e 21,47% em 2004,estão correlacionados com a ISO. São utilizados para avaliar o impacto da certificação ambiental no desempenho financeiro num período de dez anos, sendo este composto por períodos antes da certificação e períodos após a homologação do certificado. É importante ressaltar que os indices de liquidez e rentabilidade podem ser mais uma ferramenta para a empresa e para futuros investidores avaliar seu desempenho em determinado período. Os dados da correlação sugerem que não houve dependência da ISO 14001 nas empresas A e B. Já para a empresa C, a ISO 14001 está correlacionada com quatro variáveis, sendo estas o índice de liquidez corrente, o índice de liquidez seco, o índice de liquidez imediata e a margem operacional, ou seja, pode-se dizer que uma variável influencia a outra, com base na correlação.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.

Statistics

Seen <100 times
0 Comments
F