Affordable Access

Alteridade e história entre os Maxakali

Authors
  • Álvares, Myriam Martins
Publication Date
Jan 01, 2018
Source
Repositório Institucional da UFSC
Keywords
Language
Portuguese
License
Unknown
External links

Abstract

Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2018. / Essa tese tem como proposta analisar a situação sócio-histórica do contato interétnico ocorrido nessas últimas três décadas para a sociedade Maxakali, localizada no vale do Mucuri, Minas Gerais. Meu objetivo foi o de refletir sobre os processos de transformação da dimensão da alteridade em relação aos planos da socialidade e da cosmologia. Processos esses, que foram motivados pela implantação das novas políticas públicas indigenistas, em particular, aquelas de cunho multiculturalistas. Descrevi os planos da socialidade e da cosmologia a partir das relações entre a prática xamânica e a lógica guerreira, tendo como fio condutor a trama continuamente tecida pelas crianças entre as várias categorias dos seres humanos, espíritos, animais, brancos na configuração desse novo contexto. Esses planos foram analisados no confronto com o mundo do branco: os recentes processos de escolarização, as novas práticas do atendimento à saúde e a segurança alimentar, os processos de territorialização as estratégias adotadas pelo grupo em relação às recentes políticas indigenistas. O material etnográfico é o resultado da confrontação de dados construídos em contextos de investigação bastante diferenciados entre si, tanto no que se refere à natureza da investigação, quanto em relação ao tempo em que foram realizadas as observações. / Abstract : This thesis aims to analyze the socio-historical situation of interethnic contact in the Maxakali society, located in the Mucuri valley, state of Minas Gerais, occurred in the last three decades. My purpose was to reflect on the processes of transformation of the dimension of alterity in relation to the plans of sociality and cosmology. Processes which were motivated by the implementation of the new indigenist public policies, particularly those of a multiculturalist nature. I have described the spheres of sociality and cosmology from the relations between shamanic practice and warrior logic, following the continuous entanglement of the various categories of beings - humans, spirits, animals, white people - having the category of \"child\" as mediator between them, in the configuration of this new context. These spheres were analyzed in the confrontation with the white world: the recent schooling processes, the new practices of indigenous health care, the processes of territorialization - the strategies adopted by the group in relation to the recent multiculturalist indigenist policies. The ethnographic material is the result of the confrontation of data collected in research contexts quite different from each other, in what it comes to the nature of the investigation, and in relation to the time in which the observations were made.

Report this publication

Statistics

Seen <100 times