Affordable Access

INFLUÊNCIA DA LINHAGEM E DA IDADE DE MATRIZES LEVES E SEMI PESADAS NA QUALIDADE DO OVO E DO PINTO DE UM DIA

Authors
Publisher
Universidade Federal de Uberlandia
Publication Date
Keywords
  • Medicina Veterinária
  • Matriz Leve
  • Matriz Semi Pesada
  • Ovo
  • Incubação
  • Pinto Recém-Eclodido.

Abstract

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da idade e da linhagem de galinhas matrizes leves e semi pesadas sobre a qualidade do ovo, do pinto recém-eclodido e do rendimento da incubação. Foram utilizados 3.456 ovos de reprodutoras leves (Dekalb White - DW) e semi pesadas (Bovans Goldline - BG) em três diferentes idades: jovens (J), de 29 a 30 semanas, médias (M), de 42 a 44 semanas, e velhas (V), de 58 a 60 semanas de idade. Na primeira etapa do experimento foram avaliados 360 ovos (60 por tratamento). Na segunda, avaliou-se o desempenho da incubação e a qualidade dos pintinhos de 3.096 ovos (516 por tratamento). Observou-se, por meio do peso específico (J=1085,29, M=1082,41 e V=1080,87), que a qualidade da casca diminuiu significativamente (p < 0,05) com a elevação da idade das aves e que o peso do ovo (J=57,21g, M=60,84g e V=63,22g) aumentou (p < 0,05). As matrizes DW produziram ovos mais pesados (p < 0,05) na idade média (BG=60,55g e DW=61,13g) e com melhor (p < 0,05) qualidade de casca em todas as idades (peso específico BG=1081,80 e peso específico DW=1083,91). Com o aumento da idade da ave o percentual da gema (J=25,60%, M=27,04% e V=29,91%) aumentou (p < 0,05) e do albúmen (J=60,10%, M=58,78% e V=56,82) diminuiu (p < 0,05). Os ovos DW apresentaram maior percentual de gema (p < 0,05) que os BG nas idades jovem (BG=24,84% e DW=26,36%) e velha (BG=29,20% e DW=30,62%). O pH da gema (J=7,23, M=7,41 e V=7,52) e do albúmen (J=8,66, M=8,80 e V=8,92) aumentou com o envelhecimento das matrizes (p < 0,05), sendo que para DW velhas (Bovans: pH gema=7,32 e pH albúmen=8,86 / DW: pH gema=7,71 e pH albúmen=8,98), esses valores foram maiores (p < 0,05). Quanto à avaliação da incubação verificou-se que ovos de BG velhas apresentaram maior (p < 0,05) percentual de perda de peso durante a incubação (BG=14,30% e DW=10,69%). O peso do pinto (J=39,52g, M=41,67g e V=42,60g) aumentou com a elevação da idade da matriz (p < 0,05) e pintinhos DW (BG=40,76g e DW=41,76g) nasceram mais pesados (p 0,05) pela idade da reprodutora quanto a este parâmetro (J=67,79%, M=66,61% e V=66,36%). O percentual de fêmeas nascidas em relação aos ovos férteis (BG=37,00% e DW=43,28%) foi maior para DW (p < 0,05). Sendo que matrizes jovens obtiveram valores menores (p < 0,05) para esta variável (J=40,95%, M=39,69% e V=39,77%), independente da linhagem. As pintinhas DW apresentaram pesos mais uniformes e maiores (p < 0,05) percentuais de saco vitelino (BG=13,66% e DW=14,45%). A idade da matriz não exerceu influência (p>0,05) sobre estas variáveis (Uniformidade das pintinhas: J=84,70%, M=84,71% e V=84,13% / Percentual de saco vitelino: J=13,89%, M=13,97% e V=14,30%). O percentual do coração (BG: J=0,80%, M=0,79% e V=0,83% / DW: J=0,76%, M=0,82% e V=0,80%) e dos pulmões em relação ao peso da pintinha (BG: J=0,57%, M=0,55% e V=0,57% / DW: J=0,54%, M=0,60% e V=0,58%) foram estatisticamente semelhantes (p>0,05) no que se refere à idade e linhagem das matrizes.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.