Affordable Access

Caracteristica e adequação do consumo alimentar de crianças do nascimento aos seis meses de idade e sua relação com o aleitamento materno

Authors
Publisher
Biblioteca Digital da Unicamp
Publication Date
Keywords
  • Crianças - Nutrição
  • Lactentes - Desmame
  • Leite Humano

Abstract

Com o objetivo de descrever o consumo alimentar e estimar a adequação energética da dieta de crianças, com idade igual ou menor de 6 meses, em diferentes padrões de aleitamento, materno, foi analisada, em corte transversal, informações obtidas em estudo de coorte realizado em área de cobertura de centro de saúde da região noroeste de Campinas-SP. Estudantes de enfermagem e nutrição treinados entrevistaram em domicílio as mães para obtenção de informações sobre condições sócio-demográficas, características do aleitamento materno, consumo alimentar, através de recordatório de 24 horas bem como, a idade de introdução dos alimentos complementares do leite materno. Para a análise da adequação energética da dieta das crianças, estimou-se o volume de leite materno consumido a partir de equação de regressão proposta por Drewett (1989) e utilizando-se, como preditores, a freqüência e a duração das mamadas, acrescentando-se o valor energético dos alimentos complementares quando isto se aplicava. Usou-se ainda, como referência para os cálculos de adequação, a recomendação da OMS (1998) aplicável a populações de países em desenvolvimento para as crianças ainda amamentadas e a RDA (1989) para aquelas já desmamadas A população de estudo (118 crianças) caracteriza-se como de classe média baixa, vivendo em condições satisfatória de moradia e saneamento. O processo de desmame inicia-se precocemente, com mediana de duração do aleitamento materno exclusivo de 2,7 meses. O volume médio de leite materno consumido (estimado através da freqüência de mamadas) foi de 561ml, 558,9ml e de 515,2ml, considerando crianças em aleitamento materno exclusivo, predominante e complementado, respectivamente. O consumo energético médio foi adequado para as crianças em aleitamento materno exclusivo, independentemente da idade e acima do recomendado, para crianças em amamentação complementada ou desmamadas. O crescimento dos bebês, medido através do indicador peso por idade, em aleitamento materno exclusivo seguiu o padrão de referência (NCHS) sendo, entretanto, maior a prevalência de crianças abaixo de -1 escore Z da mediana no grupo já desmamado, apesar da média do consumo energético ser também maior neste grupo. É possível concluir, a partir destes resultados, que o volume e adequação energética do leite materno consumido pelas crianças entre 0 e 6 meses, na ausência de alimentos complementares, é suficiente para responder às suas necessidades de crescimento. Conclui-se também que a complementação precoce da amamentação ou o desmame nesta faixa de idade acarreta risco de inadequação do peso observado para a idade.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.