Affordable Access

Blendas de poli(hidroxibutirato) e elastomeros de epicloridina

Authors
Publisher
Biblioteca Digital da Unicamp
Publication Date
Keywords
  • Blendas
  • Biocompatibilidade
  • Fracionamento De Fluxo De Campo
  • Morfologia

Abstract

Neste trabalho foram preparadas e caracterizadas blendas de poli(hidroxibutirato), PHB, e poli(epicloridrina), PEPi, com diferentes massas molares e com poli(epicloridrina-co-óxido de etileno), ECO. O PHB é um poliéster biodegradável e biocompatível, acumulado intracelularmente por uma ampla variedade. de microorganismos. Apresenta alto grau de cristalinidade, o que o toma um material quebradiço, e instabilidade térmica acima da sua fusão, à aproximadamente 180°C. A PEPi, é um elastômero amorfo e linear, assim como o seu copolímero equimolar com óxido de etileno, ECO. O sistema proposto para estudo, blendas de PHB e elastômeros de epidoridrina, combina um polímero semicristalino e biodegradável, o PHB, com elastômeros amorfos à base de epidoridrina. As blendas foram preparadas a partir de soluções, em clorofórmio, a diferentes composições (0, 20, 40, 50, 60, 80 e 100%). O comportamento de fases das blendas PHB/PEPi e PHB/ECO foi estudado através de Calorimetria Diferencial de Varredura (DSC), Análise Dinâmico Mecânica (DMA), Microscopia Ótica e Espectroscopia de Infraverrnelho (FTIR). As blendas PHB/ PEPi são imiscíveis independentemente da massa molar da PEPi. Entretanto, as blendas PHB/ECO sugerem a coexistência de uma fase constituída praticamente do elastômero, e uma fase que é uma mistura rica em PHB. A massa molar da PEPi não afetou o comportamento de fases das blendas, porém a cinética de cristalização parece ter sido influenciada, o que induziu à formação de uma fase cristalina com morfologia distinta, alterando, em alguns casos, o grau de cristalinidade, provavelmente pelo elastômero se encontrar entre as fibrilas dos esferulitos.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.