Affordable Access

AS ARTIMANHAS DA EXCLUSÃO. ANÁLISE PSICOSSOCIAL E ÉTICA DA DESIGUALDADE SOCIAL.

Authors
Publisher
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Publication Date

Abstract

Artigo 3 - V2N2 ARTIGO 3 FAMÍLIA NUCLEAR E TERAPIA DE FAMÍLIA: CONEXÕES ENTRE DUAS HISTÓRIAS NUCLEAR FAMILY AND FAMILY THERAPY: CONECTIONS BETWEEN TWO HISTORIES Edna Lúcia Tinoco Ponciano* RESUMO Desenvolver uma história da Terapia de família é minha proposta. Inicio contextualizando o nascimento da família moderna, a partir da história. Assim, considero a estreita relação entre o modelo de família nuclear e a idéia de intervenção terapêutica, própria da modernidade. Esta história é narrada a partir da idéia de família e da intervenção terapêutica, desenvolvendo os questionamentos elaborados, posteriormente, pela Terapia de Família Feminista, pelo Construtivismo e pelo Construcionismo Social. Minuchin (1990a, 1990b; 1991, 1995a, 1995b, 1998) e Andolfi (1980, 1989a, 1989b, 1996, 1998) são citados para discutir o modelo de família nuclear na terapia. Outros autores, como Rampage e Avis (1998) e Anderson e Goolishian (1988), exemplificam a crítica feminista e o movimento pós- moderno na Terapia de família. PALAVRAS-CHAVE: Família nuclear; terapia de família e intervenção terapêutica. O campo da Terapia de Família, atualmente, é caracterizado pela diversidade. O tempo presente desperta a necessidade de pensar sobre os diferentes conceitos que pautam esta prática, a partir da constituição histórica da Terapia de Família.(1) Apresento aqui uma discussão sobre a noção de família. As mudanças de referencial teórico contêm questões importantes quanto à relevância da elaboração do conceito de família para uma prática terapêutica que tem como espaço privilegiado de intervenção. Esta noção vem perdendo, entretanto, sua centralidade. Um novo espaço terapêutico é determinado e passa a centrar-se no questionamento do especialista, podendo incluir a família, mas não se limitando a ela. Com seu saber inquirido, o especialista deve valorizar a experiência e o discurso de todos que participam de uma sessão terapêutica, sendo os clientes considerados os mais beneficiados com esta transformaç

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.