Affordable Access

OS MODALIZADORES COMO ESTRATÉGIA ARGUMENTATIVA NO GÊNERO RESUMO ACADÊMICO

Authors
Publisher
Letr@ Viv@
Publication Date

Abstract

O presente artigo tem como objetivo analisar e descrever o funcionamento argumentativo dos modalizadores no gênero do discurso Resumo acadêmico. As análises foram realizadas com base na Teoria da Argumentação, proposta por Ducrot (1988) e colaboradores, e nos estudos sobre o fenômeno Modalização, a partir de Koch (2002), Castilho e Castilho (1993), Nascimento (2005), entre outros. Os quarenta resumos que compõem o corpus de investigação foram coletados dos cadernos de resumo de dois eventos nacionais, sendo vinte de cada um. Nesta investigação percebemos a ocorrência dos três tipos de modalização apresentados por Castilho e Castilho e Nascimento: A Modalização Epistêmica, a Modalização Deôntica e a Modalização Afetiva (ou Avaliativa). Esses modalizadores argumentativos atuam nos textos provocando diferentes efeitos de sentido, tais como: um ponto de vista, um sentimento ou um julgamento do locutor em relação ao enunciado. Percebemos que o locutor também se utiliza dessas marcas linguísticas para direcionar a forma como que ele quer que o seu texto seja lido pelo interlocutor.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.