Affordable Access

Determinação das características morfológica de petúnias comuns (petunia x hybrida) cultivadas em tubetes biodegradáveis

Authors
Publisher
Scientia Agraria Paranaensis
Publication Date
Keywords
  • Floricultura
  • Recipientes
  • Biodegradável
  • Análise Morfológica

Abstract

O mercado de plantas ornamentais e flores no país vêm crescendo muitos nos últimos anos, por sua característica na decoração de ambientes. A petúnia é propagada inicialmente em sementeiras e depois replantada em saquinhos plásticos. Para verificar o potencial do uso de recipientes biodegradáveis, um experimento foi conduzido na área experimental do Departamento de Recursos Naturais/Ciências Florestais da Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP de Botucatu-SP, com petúnias comuns (Petunia x hybrida) cultivadas no interior de estufas. O sistema de irrigação utilizado no experimento foi o de aspersão, sem adição de nutrientes. Foram realizadas quatro irrigações por dia, sendo duas no turno da manhã e duas no período vespertino. O tempo de cada irrigação foi aproximadamente 15 minutos. Os recipientes usados para a formação das mudas foram sacos plásticos de polietileno na cor preta e tubetes biodegradáveis. O desenvolvimento das mudas foi acompanhado pelas características morfológicas altura da parte aérea (H), diâmetro do colo (D), área foliar (AF) e comprimento do sistema radicular (CSR). Foram feitas também análise do substrato, análise da qualidade da água e a perda de massa dos tubetes biodegradáveis. A análise dos dados mostrou que as mudas de petúnia em sacos plásticos se desenvolveram melhor que nos recipientes biodegradáveis e que o fator limitante foi o déficit hídrico das mudas em razão da elevada permeabilidade dos recipientes biodegradáveis. Para melhor desenvolvimento das mudas em recipientes biodegradáveis haveria necessidade de ajustar o regime de irrigação de forma a que a água seja melhor distribuída.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.