Affordable Access

A clínica como poiética

Authors
Publisher
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Publication Date
Source
Legacy
Keywords
  • Psicologia
  • Gestalt-Terapia
  • Merleau-Ponty
  • Instituição
  • Psicologia Clínica
  • Corpo

Abstract

Um dos temas fundamentais na clínica diz respeito à produção de sentido. Quando Merleau-Ponty enfatiza a noção de carne, propõe uma espécie de passividade do eu ao campo, a um ser bruto que comporta eu e outro, cultura, historicidade, temporalidade. Afirma a necessidade de passar da erlebnisse (vivência) à stiftung (instituição), colocando acento num tipo de produção de sentido que é gênese espontânea, diferenciação, criação a partir da diferença. Neste trabalho discutimos a clínica da Gestalt-terapia em diálogo com essas propostas e as questões contemporâneas, para propor a clínica como lugar de criação, que visa permitir o nascimento espontâneo do sentido como fala falante e desviante; a gênese do sentido como instituição que nos garante o pertencimento com o outro a um mesmo mundo. É nesse sentido que podemos pensar em uma ética da criação na diferença – uma clínica como poiética.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.

Statistics

Seen <100 times
0 Comments
F