Affordable Access

Desenvolvimento do Pensamento Estatístico e sua Articulação com a Mobilização de Registros de Representação Semiótica

Authors
Publisher
UNESP - Campus de Rio Claro - Instituto de Geociências e Ciências Exatas
Publication Date
Keywords
  • Educação Matemática. Educação Estatística
  • Educação Estatística. Pensamento Estatístico. Transnumeração. Registro De Representação Semi

Abstract

Resumo O objetivo deste artigo é analisar as relações entre o uso de diversos registros de representação semiótica, no caso da Estatística, especificamente, o gráfico e o tabular, e o desenvolvimento do pensamento estatístico. Usou-se como referencial teórico as noções de registro de representação semiótica, mais especificamente as diferentes apreensões de uma figura, e de transnumeração. O trabalho que apresentamos é de cunho qualitativo, mais especificamente é um estudo de caso que tem por objetivo compreender o desenvolvimento do pensamento estatístico de dois sujeitos. A partir da análise dos protocolos, podemos inferir uma evolução no desenvolvimento do pensamento estatístico. No entanto, a articulação necessária entre os registros de representação semiótica, que deveria resultar em uma análise mais elaborada do problema, não foi observada. Palavras-chave: Educação estatística. Pensamento Estatístico. Transnumeração. Registro de representação semiótica. Development of Statistical Thinking: an issue in elementary schools teacher´s training Abstract This paper analyzes the relationships between the use of various records of semiotic representation in the case of Statistics, specifically graphs and tables, and the development of statistical thinking. Notions of records of semiotic representation were used as a theoretical framework, more specifically different understandings of a figure and of transnumeration. The work that we present is of a qualitative nature; more specifically, it is a case study aiming to understand the development of the statistical thinking of two subjects. Based on the analysis of the protocols, we can infer an evolution in their development of statistical thinking. However, the articulation necessary between the records of semiotic representations, which should result in a more detailed analysis of the problem, was not observed. Keywords: Statistics education. Statistical thinking. Transnumeration. Record of semiotic representation.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.