Affordable Access

Download Read

Avaliação da relação entre severidade do zumbido e perda auditiva, sexo e idade do paciente

Authors
Journal
Brazilian Journal of Otorhinolaryngology
1808-8694
Publisher
Elsevier
Keywords
  • Gender
  • Tinnitus
  • Age
  • Sexo
  • Hearing Loss
  • Perda Auditiva
  • Fatores EtáRios
  • Zumbido

Abstract

O zumbido é um sintoma que afeta aproximadamente 15% da população mundial. Acomete qualquer idade, mas predomina entre 40 e 80 anos e sua prevalência alcança 33% entre os idosos. Aproximadamente 20% dos pacientes incomodam-se com o sintoma, mas ainda não se conhecem todos os fatores determinantes deste incômodo. OBJETIVO: Avaliar a influência do sexo, idade e grau de perda auditiva no incômodo do zumbido. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 68 pacientes do ambulatório de zumbido da nossa instituição, no período de março de 2007 a março de 2008, em estudo com corte transversal. Os procedimentos realizados foram: anamnese com protocolo sistematizado, exame otorrinolaringológico completo, versão brasileira do Tinnitus Handicap Inventory (THI) e audiometria tonal liminar. RESULTADOS: A idade variou de 24 a 83 anos e a média do THI foi de 39 pontos (36 no sexo feminino e 44 no masculino). Os graus de incômodo pelo THI foram: discreto: 32,3%; leve: 19,1%; moderado: 20,6%; severo: 13,2% e catastrófico: 14,7%. Não houve correlação significativa do incômodo pelo zumbido com as variáveis sexo (p=0,30), idade (p=0,77) e grau de perda auditiva (p>0,05 em todas as médias avaliadas). CONCLUSÃO: Sexo, idade e perda auditiva não influenciaram no incômodo gerado pelo zumbido.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.