Affordable Access

Duas novas determinações da constante de decaimento por fissão espontanea do 238U, lambdaf, utilizando-se tecnicas de traços de fissão

Authors
Publisher
Biblioteca Digital da Unicamp
Publication Date
Keywords
  • Fissão Nuclear
  • Uranio
  • Datação Do Traço De Fissão
  • Plutonio
  • Americio

Abstract

A constante de desintegração do 238U por fissão espontânea, l f, já foi medida mais de 50 vezes sem que se chegasse a um acordo sobre o seu valor numérico. Em geral, os resultados obtidos concentram-se em torno de dois valores: 7,0 e 8,5 x 10-17 a -1. Neste trabalho, as medidas de l f foram analisadas e os principais erros sistemáticos afetando os resultados apresentados na literatura foram identificados. Especificamente dentro do Método dos Traços de Fissão (MTF), a dosimetria de nêutrons surge como a principal fonte de erros sistemáticos. Duas novas medidas foram realizadas usando técnicas de traços de fissão, evitando os erros identificados em outras medidas. Na primeira determinação, foram usados filmes finos de urânio natural como dosímetros de nêutrons. O resultado encontrado foi l f = (8,37 ± 0,17) x 10-17a -1. Na segunda medida, filmes infinitos dopados com 242 Pu foram usados como fonte de fragmentos de fissão para calibrar o detector usado na coleta de fragmentos de fissão espontânea do 238U. O resultado encontrado foi l f (8,7 ± 0,4) x 10 -17 a-1. Ambos os valores concordam entre si e com o valor nominal 8,5 x 10 -17 a -1. A obtenção de um valor de l f usando técnicas de traços de fissão, mas sem irradiação com nêutrons faz com que este resultado seja bastante confiável. O fato das duas medidas apresentarem valores concordantes é um forte indício de que a dosimetria com filmes finos de urânio produz resultados coerentes. Acreditamos por isso ter contribuído para o propósito de tornar o MTF, um método independente

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.