Affordable Access

Doses e fontes de nitrogênio no desenvolvimento e produtividade da cultura de milho doce (Zea mays convar. saccharata var. rugosa) = Sources and doses of nitrogen en the desenvelopment of culture endproductivity of sweet corn ...

Authors
Publisher
EDUFU
Publication Date
Keywords
  • Agronomia
  • Zea Mays L.
  • Nitrogênio
  • 3
  • 4-Dimetilpirazole-Fosfato.

Abstract

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de diferentes fontes e doses de N no desenvolvimento e produtividade da cultura do milho doce (Zea mays convar. saccharata var. rugosa). O experimento foi desenvolvido na Fazenda São Domingos, localizada no município de Palmeiras de Goiás, GO, no ano agrícola de 2010/2011. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualisados, com parcelas subdivididas, em três repetições, totalizando 36 tratamentos, tendo a área de cada subparcela 25,6 m2 (3,2 x 8 m). Cada fonte de N (Novatec®, Uréia e Sulfato de Amônio) correspondeu a uma parcela, sendo as subparcelas formadas pelas doses de N (0, 50, 100, 150 kg ha-1). Durante o período de florescimento da cultura, foram avaliados os seguintes componentes morfológicos: altura de inserção de espiga e diâmetro do colmo. A colheita foi realizada em 11/03/2011, entre os estádios de grão leitoso e pastoso, onde as espigas foram colhidas e identificadas por tratamento. Em seguida, foram analisadas as seguintes variáveis: diâmetro de espiga e de sabugo, número de fileiras de grão por espiga, numero de grão por fileiras, numero de grãos por espiga, comprimentos de espiga e de grão, população final de plantas por hectare, número de espigas por hectare e massa verde de espigas com palha por hectare. A cultura do milho doce cultivado nas condições edafoclimáticas do município de Palmeiras de Goiás, GO, responde positivamente ao aumento da adubação nitrogenada, independentemente da fonte de N utilizada.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.