Affordable Access

Publisher Website

Função pulmonar em doentes obesos submetidos a cirurgia bariátrica

Authors
Journal
Revista Portuguesa de Pneumologia
0873-2159
Publisher
Elsevier
Volume
18
Issue
3
Identifiers
DOI: 10.1016/j.rppneu.2012.01.005
Keywords
  • Obesidade
  • Cirurgia Bariátrica
  • Provas Funcionais Respiratórias
  • Índice De Massa Corporal
  • Obesity
  • Bariatric Surgery
  • Pulmonary Function Test
  • Body Mass Index

Abstract

Resumo A obesidade é considerada um problema de saúde pública da atualidade. Devido ao facto de alterar a relação entre pulmões, parede torácica e diafragma, a obesidade tem sido relacionada com alterações da função pulmonar. Em Portugal, existem dados muito limitados entre a relação da obesidade com a função pulmonar. O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações da função respiratória nos doentes obesos mórbidos e o comportamento dos parâmetros obtidos nas provas funcionais respiratórias (PFR) no pré e pós cirurgia bariátrica. Realizamos um estudo retrospectivo pré e pós cirurgia bariátrica em 36 doentes obesos mórbidos, com uma média de idades de 40,6 anos sendo 64% do sexo feminino e com um índice de massa corporal (IMC) médio de 49,7 kg/m2. Todos os doentes foram avaliados clínica e funcionalmente antes da cirurgia bariátrica e após estabilização do peso na sequência deste procedimento tendo-se realizado espirometria, volumes pulmonares, difusão do monóxido de carbono (DLCO), pressões máximas respiratórias e gasometria arterial. Previamente à cirurgia a maioria mostrava alterações nas PFR, 34 doentes apresentavam uma diminuição da capacidade residual funcional (CRF) dos quais 6 tinham síndrome restritiva. Apenas 2 doentes não expressavam qualquer alteração funcional ou gasométrica. Após a cirurgia bariátrica o IMC médio reduziu para 34kg/m2 e verificou-se uma melhoria significativa de quase todos os parâmetros funcionais havendo resolução dos padrões restritivos, mantendo, contudo, ainda 13 doentes a CRF diminuída. Foi apenas encontrada correlação com significado estatístico entre a redução do IMC e o aumento da CRF (r = −0,371; p = 0,028). Este estudo sugere uma relação entre obesidade e restrição pulmonar e aponta para um impacto positivo da cirurgia bariátrica nas PFR.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.