Affordable Access

ESTADO E AGRICULTORES FAMILIARES: UMA ANÁLISE INTERPRETATIVA SOBRE O DESENVOLVIMENTO RURAL NO SUL DE MINAS GERAIS

Authors
Disciplines
  • Agricultural Science

Abstract

Este trabalho procurou identificar como os atores sociais vinculados à agricultura familiar (lideranças de produtores familiares, profissionais de ciências agrárias, autoridades municipais, pesquisadores e professores universitários) interpretam o papel do Estado para o desenvolvimento dessa categoria na Região Sul de Minas Gerais. Com relação à coleta de dados, utilizou-se a técnica "focused interview". Os entrevistados foram selecionados pelo método não-probabilístico de amostragem por julgamento. Os resultados revelaram que a interpretação feita pelos entrevistados aproxima-se mais da perspectiva do Estado patrimonialista burocrático autoritário, uma vez que os depoimentos apontam para a necessidade de uma maior intervenção do Estado. Por outro lado, alguns atores reconhecem a necessidade de uma estruturação do espaço público não-estatal, no entanto, salientaram que a mobilização dos produtores familiares na região ainda é incipiente e desarticulada. --------------------------------------------This work tried to identify how the social individuals linked to family agriculture (leadership of familiar producers, professionals of agrary sciences, town authorities, researchers and university professors) play the role of the State for the development of this category in the South Region of Minas Gerais. In relation to the data collection, the technique called “focused interview” was used. The interviewees were selected by the non probabilistic sampling by judgement method. The results revealed that the interpretation done by the interviewees is closest to the patrimonialistic bureaucratic authoritative State’s perspective, as the statements suggest a bigger State’s intervention. On the other side, some individuals recognize the necessity of a better structure of the non State public space, although mentioning that the familiar producers’ mobilization in the region is still incipient and inarticulate.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.