Affordable Access

REGRA DE TAYLOR NO BRASIL: 1999-2005

Authors

Abstract

Microsoft Word - A06A085.doc 1 REGRA DE TAYLOR NO BRASIL: 1999 – 2005 João José Silveira Soares* Fernando de Holanda Barbosa** Sumário- Este trabalho estima a regra de Taylor para o Brasil a partir da implementação do sistema de metas de inflação em junho de 1999. Diferente da maioria dos estudos empíricos que abordam este assunto, as especificações deste trabalho consideram tanto a taxa de juros real de equilíbrio de longo prazo quanto a meta de inflação variáveis no tempo. A evidência empírica sugere que a regra de Taylor no Brasil é similar a estimada para outros países desde que inclua-se as variações da taxa de câmbio real corrente e defasada. Os resultados empíricos são robustos quanto à utilização de métodos alternativos para o cálculo dos hiatos da inflação e do produto. Palavras-chave: Política monetária. Regra de Taylor. Abstract-This paper estimates a Taylor rule for the Central Bank of Brazil after implementation of inflation targeting in June 1999. Differently from the majority of the empirical studies on this subject, the specifications presented in this work consider both long run equilibrium real interest rate and inflation target as time-varying. The evidence suggest that Brazilian monetary policy respond to the usual variables included in the Taylor rule plus the change on the current and lagged real exchange rate. The empirical results are robust to alternative methods of calculating inflation and output gaps. Keywords: Monetary policy. Taylor rule. JEL classification: E5; E52; E58. 1. INTRODUÇÃO A regra de política monetária proposta por Taylor(1993) relaciona a taxa de juros básica do Banco Central americano (Federal Reserve System, FED), seu instrumento de política, com a taxa de juros real de longo prazo, a taxa de inflação, e os hiatos da inflação e do produto real. Desde a publicação desta regra inúmeros estudos, tanto teóricos quanto empíricos, a respeito deste assunto foram elaborados. Regras de política monetária baseadas na regra de Taylor con

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.