Affordable Access

A REDE DE MONITORAMENTO COSTEIRO DO PROJETO RECOS — USO E APROPRIAÇÃO DE RECURSOS COSTEIROS — INSTITUTOS DO MILÊNIO

Authors
Publisher
Boletim Paranaense de Geociências
Publication Date
Keywords
  • Coastal Monitoring
  • Marine Meteorology
  • Operational Oceanography
  • Monitoramento Costeiro
  • Meteorologia Marinha
  • Oceanografia Operacional

Abstract

A rede de monitoramento meteorológico costeiro do Projeto RECOS foi estabelecida através da cooperaçãoentre instituições públicas e privadas: Marinha do Brasil, Ibama, Inpe, Universidades Federais do RioGrande, Rio Grande do Sul, Paraná, Fluminense e do Espírito Santo, Porto de Itajaí, Petrobras Transporte S.A.(Transpetro) e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). Esta rede é formada por 13 pontosde monitoramento, distribuídos entre 33°44’S e 20°45’S. Cada estação está instrumentada com sensores detemperatura e umidade do ar, radiação solar, pressão atmosférica, precipitação e vento. Duas estações medemtambém a altura da maré. Os sistemas telemétricos incluem telefonia fixa, telefonia celular GSM e GPRS, satélite,Internet e rádio UHF. A recepção, armazenamento, controle de qualidade e disseminação de dados foramdesenvolvidos e automatizados em um Gerenciador de Banco de Dados Oracle. O sistema é atualizado a cadahora. A visualização via web foi desenvolvida em Plataforma Java com acesso direto à base de dados. A redede monitoramento é basicamente um investimento público (92% das estações). O setor privado contribui comrecursos para inovações tecnológicas, infra-estrutura e manutenção das estações. O acesso gratuito e amigávela dados em tempo real é usado por setores operacionais de instituições públicas e privadas. Dados históricossão utilizados em programas e projetos de pesquisa pelas universidades.

There are no comments yet on this publication. Be the first to share your thoughts.